Voltar
Migração de Dados do Sistema Científico Português para a Plataforma Lattes

Resumo

Este artigo tem como finalidade descrever o processo de migração de dados do Sistema Científico Português para a Plataforma Lattes. Esses dados estavam distribuídos por dois organismos do Ministério da Ciência e Tecnologia, o Observatório das Ciências e Tecnologias (OCT) e a Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT). Este processo revestiu-se de alguma complexidade devido às múltiplas Bases de Dados existentes sobre as mesmas entidades do sistema científico nacional e com informação também ela diferente, uma vez que se destinavam a diferentes finalidades e cuja recolha tinha sido realizada em momentos diferentes. Por estas razões o mapeamento da informação numa Base de Dados única era uma tarefa de grande dificuldade atendendo ao reduzido tempo disponível para a sua concretização.

Após a decisão de adesão de Portugal à Plataforma Lattes e à Rede SCienTI, ficou claro que o sistema teria que ser lançado com os curricula vitae mínimo de todos os investigadores portugueses registados no Ministério da Ciência e Tecnologia, razão pela qual o sucesso deste sistema era vital para a participação portuguesa na rede.